O Que é Projeto Hidráulico (Hidrossanitário) e Qual a Sua Importância?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
projeto hidraulico hidrosanitario sanitario importancia BIM revit importancia oque é VANTAGENS COMO FAZER

O projeto hidráulico, ou projeto hidrossanitário, é uma etapa muito importante na construção. Afinal de contas, se não for bem feita, a instalação elétrica pode causar sérios problemas futuro.

Sendo assim, um projeto devidamente elaborado pode, com toda a certeza, evitar muitos problemas e dores de cabeça, além de prejuízos e atrasos.

No entanto, ainda que pareça algo improvável, nem todas as pessoas acham necessária a realização de um projeto hidráulico. Além disso, elas ainda acreditam que um encanador é capaz de solucionar qualquer problema no decorrer do serviço.

Portanto, para conhecer melhor o que é um projeto hidráulico, qual a sua finalidade, como elaborar o projeto, normas técnicas e quais são as vantagens ao se contratar um projeto de um profissional habilitado.

Então, continue lendo para conferir tudo aqui, e garantir mais qualidade para a sua construção!

O Que é Um Projeto Hidráulico e Para Que Serve?

O projeto hidráulico realiza um mapeamento e também a elaboração completa das tubulações de uma obra. É um campo da engenharia civil dedicado a sistemas de esgoto e instalações hidráulicas.

Aliás, esse projeto considera desde a entrada de água, seja ela frio ou quente, até a realização do dimensionamento do conjunto de componentes para a instalação, como é o caso de registros, bombas, válvulas, tubulações, caixas de armazenamento, sifões e a saída de esgoto.

Estes, por sua vez, devem se conectar a vasos, tanques, pias e lavatórios. A posição desses itens deve levar em conta o projeto arquitetônico, pois deve ser feita em estrita conformidade com o mesmo

Além disso, ele também garante o estabelecimento da vazão e da pressão para um certo tipo de encanamento. Bem como em garantir o melhor custo benefício para o cliente, e maior economia, considerando o longo prazo.

Dessa forma, um projeto hidráulico realizado da forma correta, tende a apresentar impactos muito positivos também nos demais projetos de uma construção. Por isso, é preciso garantir que todos sejam compatíveis entre si.

Nesse caso, é importante que o projeto hidráulico contenha informações condizentes também com as informações de outros projetos, como o arquitetônico e o elétrico, por exemplo, de maneira a oferecer soluções para as possíveis interferências que podem ocorrer entre subsistemas.

Enfim, esse projeto tem uma enorme importância. Afinal de contas, é por meio dele que uma obra terá condições de receber tanto peças quanto equipamentos importantes para a instalação.

Assim como também o correto funcionamento das redes de água, das fossas sépticas, de redes de esgotos, sumidouros e, inclusive, do sistema de captação de água da chuva para ser usada no jardim, por exemplo.

Do mesmo modo, um projeto hidráulico também tem a função de impedir inúmeros problemas como, por exemplo:

  • Você abrir o chuveiro, a torneira ou a descarga, e notar que não tem vazão suficiente,
  • Ou ainda ter vazão excessiva, provocando frequentes vazamentos, e danos nos encanamentos.

Assim, esses problemas também mostram o quão importante é contratar um projeto hidráulico. Afinal de contas, ainda que seja um custo a mais da construção, essa etapa garante maior economia, e melhor custo benefício de uma forma geral.

Passo a Passo de um Projeto Hidráulico

Então, é possível realizar um planejamento e a elaboração de um projeto hidráulico seguindo os passos abaixo:

Em primeiro lugar, é necessário consultar e também analisar o projeto estrutural, e o arquitetônico.

Afinal de contas, o projeto hidráulico também depende dos demais para sua correta elaboração.

Aliás, também é preciso analisar o projeto de decoração, uma vez que todos devem se manter interligados para garantir que o funcionamento ocorra de maneira uniforme.

No projeto hidráulico, é comum anexar o memorial descritivo, contendo a relação de todos os materiais da obra, assim como também a marcas e os tipos.

Além disso, é muito importante conhecer a respeito da utilização de materiais certificados, e que também tenham garantia de qualidade.

Do mesmo modo, também é preciso seguir à risca as recomendações do memorial descritivo. Dessa forma, evita-se não só retrabalhos, como também muitos problemas futuros.

Recomenda-se a elaboração do sistema sanitário, uma vez que ele também inclui mapeamento do percurso feito por rejeito, da casa até chegarem ao sistema de saneamento público da sua cidade.

Portanto, quando não são bem projetados, esses processos podem levar a inúmeros problemas futuros no decorrer da utilização do imóvel. Alguns exemplos desses problemas são: esgoto que não consegue esvaziar, cheiro desagradável dentro de casa, muitas infiltrações, e muitos outros.

Assim, o planejamento do projeto hidrossanitário precisa ser feito com muita atenção. Aliás, a sua realização deve integrar todos os demais projetos, sempre seguindo as devidas normas técnicas, garantindo o uso de materiais certificados, e também que tenham a qualidade necessária. Com isso, você garante uma construção sem problemas.

Instalações Hidráulicas e a NBR 5526

A NBR 5626 é muito comum em projeto e execução de sistemas hidráulicos. Aliás, ela se concentra principalmente na parte de instalações prediais.

Trata-se de uma norma que define certos aspectos necessários para a execução, e manutenção de instalações hidráulicas prediais de água fria, de modo a garantir um bom funcionamento das redes, segurança sanitária e potabilidade da água.

Ela também define também determinados termos relevantes na instalação, e possuem uma enorme importância no auxílio do projeto. Com isso, ela garante desempenho adequado para instalações desse tipo.

Então, confira abaixo algumas dessas definições:

  • Abastecimento direto: na hipótese de ser preciso ter reservatórios, e se a pressão for insuficiente para abastecer o imóvel inteiro. Sendo assim, existe o risco de falta de água;
  • O abastecimento indireto: quando há um reservatório. Portanto, é preciso que haja um dimensionamento para que seja feita a sua instalação;
  • Água fria: água em temperatura ambiente,
  • Alimentador predial: trata-se da tubulação que serve para abastecer a edificação, que pode ser proveniente tanto concessionárias (cidades), ou de corpos d’água (rural).

Existem muitas outras definições, porém, essas são algumas das principais, para demonstrar a influência dessa norma nos projetos hidráulicos.

Portanto, é necessário ter muita atenção ao contratar um profissional para a realização de um projeto hidráulico.

Pois, se for mal elaborado, pode resultar em vários problemas, prejuízos e dores de cabeça não apenas para os engenheiros responsáveis pela construção, como também para o proprietário do imóvel.

Quem Faz os Projetos Hidrossanitários?

O Profissional qualificado para elaborar os projetos hidrossanitários é o Engenheiro Civil, mas lembre-se de que o mesmo deverá estar registrado junto ao seu Conselho (CREA) e recolher a Anotação de Responsabilidade Técnica para elaboração do Projeto Hidráulico.

 

Esse post foi útil? Então, compartilhe e comente!

E, caso queira mais informações a respeito de projetos hidráulicos, ou demais assuntos relacionados à sua obra, entre em contato com o Engenheiro Civil de Londrina Gustavo Zampa. Ele está sempre pronto para lhe atender!

Engenheiro Civil de Londrina. Especialista em Estruturas e Patologias de Construção Civil, executa projetos estruturais e de fundação, bem como Laudos, Perícias e Pareceres, além de Execução de Obras. 

Jesus é meu Senhor e reina em minha vida!

Participe! Deixe um comentário.

Assine nossa newsletter

Se cadastre e receba conteúdos relevantes por email.