Execução de Obras – Descubra Aqui as Suas Principais Características

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Execução de Obras engenheiro construtor

A execução de obras é uma etapa que engloba diversos fatores. Por isso, um cronograma se torna essencial, a fim de que todo o processo ocorra dentro do prazo e orçamento propostos. Assim como um projeto estrutural é importante, a etapa de execução da obra também é fundamental.

E não só isso, como todas as etapas que envolvem uma obra são essenciais, e devem ser devidamente planejadas.

De acordo com a Lei 5.194 de 1996, competem a engenheiros e arquitetos as atribuições de planejamento, estudos, projetos, análises, pesquisa, experimentação, ensaio, fiscalização e direção das obras e serviços técnicos.

Assim sendo, é essencial minimizar imprevistos e impactos nos custos e prazos de entrega. Contudo, em outras palavras, o planejamento e cronograma permitem aos arquitetos e engenheiros trabalharem de forma assertiva durante toda construção.

Portanto, no post de hoje, iremos conhecer mais detalhes sobre a execução de obras. Bem como sobre as principais características que envolvem esse trabalho na construção civil.

Acompanhamento Total da Obra

Como já dissemos, o planejamento, o cronograma e o acompanhamento de uma obra são determinantes não apenas para reduzir os riscos, como também para cumprir os prazos previstos.

Assim, listamos abaixo algumas etapas indispensáveis para a realização de uma construção.

  • Primeiramente, é necessário fazer um planejamento com cronograma de gastos, imprevistos e mão de obra. Dessa maneira, ao longo do projeto, você terá mais condições de acompanhar o andamento da obra.
  • Em segundo lugar, é fundamental assegurar que o planejamento considere todas as etapas de construção. Bem como todos os todos os gastos extras que podem surgir.
  • Posteriormente, siga à risca toda a planilha de orçamento, incluindo compra de materiais, mão de obra, parcelas e compras a prazo.
  • Em terceiro lugar, é preciso realizar visitas à obra, que podem ser diárias, semanais ou quinzenais. A fim de vistoriar a obra e a qualidade do acabamento. Afinal de contas, é necessário comprovar se os materiais estão sendo adequadamente usados e os prazos cumpridos.

Realização de Pedidos de Materiais

Do mesmo modo, ainda dentro da execução de obras, para garantir que tudo fique dentro do orçamento da sua construção ou reforma, é essencial manter o controle de todo o material que precisar comprar.

Para isso, a empresa contratada mantém o registro de tudo o que foi gasto na obra em todas as etapas da construção: estrutura, alvenaria, cobertura ou acabamento.

Enfim, abaixo listamos alguns dos materiais mais comumente usados em cada etapa acima citada. Confira:

  • Estrutura: essa etapa envolve materiais como: prego, cimento, areia, brita e etc.
  • Alvenaria: vergalhões, tubos de PVC, caixas de luz, emboço, quadro de distribuição, tijolos, argamassa, areia e cimento.
  • Cobertura: caibros, manta térmica, calhas, pregos, rufos, telhas e etc.
  • Acabamento: instalações elétricas, louças, revestimentos dos pisos, azulejos, fiações, pintura, forros, vidros, interruptores, portas, esquadrias, dentre outros.

O engenheiro civil responsável pela execução de obras irá calcular a quantidade necessária de cada item, com o intuito de comprar somente o necessário. Assim, evita-se o desperdício de materiais.

Portanto, na hora de contratar uma empresa para a execução de uma obra, é fundamental pesquisar empresas sérias, comparar os preços e os trabalhos já realizados.

Nesse caso, não devemos observar apenas o preço. Mas a qualidade do serviço, principalmente, para evitar problemas futuros, e até acidentes com uma obra mal executada.

Administração de Pessoal de Mão de Obra na Execução de Obras

Existem duas formas de administrar a mão de obra durante a sua construção.

Essa organização pode ser feita de acordo com a estrutura do projeto: pequeno, médio porte, ou grande.

Antes de mais nada monte um histograma, para definir a quantidade de trabalhadores que serão necessários durante cada etapa da construção. Dessa forma, é preciso considerar a carga horária, finais de semana, férias, feriados, licenças médicas e condições climáticas.

Além disso, também é ideal desenvolver relatórios com os controles contínuos de resultados, e oferecer cursos de capacitação para profissionais de instalação hidráulica, eletricista predial e pedreiro, caso tenha que contratar mais profissionais para a sua equipe.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísca (IBGE),  no ano de 2019, o valor da mão de obra aumentou 0.59%, decorrentes de acordos coletivos em estados como Piauí e Minas Gerais. Por isso, a importância de investir nesses profissionais.

Segurança do Trabalho na Execução de Obras Civis

Além disso, é imprescindível garantir a segurança dos empregados de acordo com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, as chamadas NRs.

A Construção Civil ocupa o quarto lugar no ranking de acidentes de trabalho. Assim, segundo o Ministério da Previdência Social (INSS), somente em 2012, foram registrados 705.239 mil acidentes de trabalho no setor, somente no Brasil.

Os acidentes como quedas, intoxicação, alergias, distensões musculares, lesão por esforço repetitivo (LER) corte e lacerações são comuns nesse setor.

Na construção civil, os trabalhadores também estão constantemente expostos a poeiras e cimento. Isto é, estão diretamente em contato com compostos químicos como, óxido de Ferro (Fe22003) e óxido de magnésio (MgO).

Desse modo, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como capacetes, cinto de segurança, luvas, óculos, abafadores de ruídos, máscaras e respiradores, são de uso obrigatório.

Além disso, outra medida para evitar acidentes é a realização de treinamento. Bem como motivar os trabalhadores a conhecerem as principais medidas de  segurança, em parceria com equipes especializadas.

Enfim, agora que você já conhece as principais etapas da execução de obras, é só buscar uma empresa séria para realizar o serviço.

E lembre-se, assim como na fase de projetos, a Execução da Obra também deve seguir as normas da ABNT, e ser executada por profissionais registrados em seu Conselho de Classe, como o CREA.

Esse post foi útil? Então, não deixe de compartilhar e deixe um comentário. Para mais informações sobre execução de obras e demais assuntos relacionados à construção civil, entre em contato com o Engenheiro Civil de Londrina Gustavo Zampa. Ele terá o maior prazer em sanar as suas dúvidas!

Engenheiro Civil de Londrina. Especialista em Estruturas e Patologias de Construção Civil, executa projetos estruturais e de fundação, bem como Laudos, Perícias e Pareceres, além de Execução de Obras. “Seu Deus, nada sou”

Participe! Deixe um comentário.

Assine nossa newsletter

Se cadastre e receba conteúdos relevantes por email.

× (43) 99191-6682