Ensaio de Pacometria – Como Funciona o Pacometro (scanner de Parede)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Pacometro ensaio pacometria londrina md120 gms120 scanner parede

O Pacômetro, é um instrumento muito utilizado na engenharia Diagnóstica, para realizar o Ensaio de Pacometria.

Também conhecido como scanner de parede, o pacometro é item obrigatório de um bom Engenheiro Perito.

O ensaio de pacometria é um tipo de ensaio não-destrutivo que tem, pois, o objetivo de avaliar o estado do sistema construtivo sem danificar a sua estrutura. Como resultado, eles fornecem os fundamentos necessários para a elaboração de um laudo técnico que norteará os trabalhos.

Além disso, o resultado do ensaio também identificará se há ou não necessidade de uma intervenção para corrigir a estrutura da construção.

No post de hoje, vamos tratar, principalmente, do ensaio de pacometria. Para saber como funciona e como fazer, continue lendo e tire todas as suas dúvidas aqui.

O Que é o Ensaio de Pacometria

O ensaio de pacometria consiste em um método não-destrutivo, e que pode ser usado como apoio para a engenharia diagnóstica em inúmeras análises diferentes.

Nesse sentido, o ensaio visa identificar materiais construtivos que não se encontrem visíveis, ou sejam que estão dentro das estruturas das construções, no interior das paredes.

Desse modo, ele é usado na identificação de barras de aço. Porém, há também alguns modelos capazes de detectar fiações elétricas, tubulações, tubos de cobre, instalações hidráulicas de PVC e madeira.

Ensaio de Pacometria – Quando Usar

O ensaio de pacometria é usado, principalmente, em análises dos elementos estruturais. Afinal de contas, esse procedimento é essencial para que outros tipos de ensaios também possam ser feitos, como a extração de testemunho, a profundidade de carbonatação, assim como o potencial de corrosão também.

Em síntese, o ensaio de pacometria tem a capacidade de detectar como a barra de aço em vigas está posicionada, assim como as lajes de estruturas feitas em concreto armado e os pilares.

Além disso, há modelos também que são capazes de identificar não só a posição, como também o cobrimento e o sentido do aço.

Como Usar o Pacômetro?

No momento de realizar o ensaio de pacometria, usa-se o equipamento, eletrônico que funciona por meio de indução magnética, denominado pacômetro. Ele também é conhecido como scanner de parede.

Em primeiro lugar, é preciso posicionar o pacômetro na parede ou no elemento estrutural que será alvo da avaliação. Em seguida, ele deve ser movimentado na vertical e na horizontal. Mas, para isso, é necessário sempre observar as informações que estão descritas na tela do pacômetro.

Qual a Importância da Realização do Ensaio de Pacometria

Os ensaios tecnológicos, como o ensaio de pacometria, por exemplo, são fundamentais para que o engenheiro civil ou responsável pela obra, seja capaz de diagnosticar de forma correta se há presença de manifestações patológicas na estrutura.

Dessa maneira, é somente por meio dos ensaios que é possível ter a certeza sobre quais são as condições da estrutura, ou seja, qual o estado do sistema que está sendo analisado. Além disso, a realização do ensaio permite identificar quais são os agentes agressivos também.

Ensaios e Equipamentos Usados Pela Engenharia Diagnóstica

Portanto, nós listamos abaixo os principais equipamentos e ensaios que a engenharia diagnóstica utiliza para a realização de vários tipos de análises. Por isso, acompanhe com atenção:

• Pacometria

Dessa maneira, como dissemos mais acima, esse ensaio visa avaliar o estado no qual se encontra o sistema construtivo sem que, para isso, seja necessário causar qualquer tipo de dano à estrutura analisada.

Sendo assim, trata-se de um ensaio fundamental para a elaboração de laudos técnicos usados pela engenharia.

Portanto, esse ensaio é muito aplicado com a finalidade de identificar qual a quantidade de armadura presente nas peças de concreto armado.

• Captura de imagens com um drone

O drone é uma aeronave remotamente pilotada, ou também pode ser chamado de equipamento aéreo não tripulado.

Por isso, ele é usado com muita frequência pela Engenharia Diagnóstica, na realização de inspeção de fachada predial, helipontos, reservatórios superiores, assim como em demais locais onde o acesso seja mais difícil ou perigoso.

• Inspeção termográfica

A termografia auxilia muito no que se refere à detecção de incoerências. Afinal de contas, através das câmeras termográficas, é possível realizar uma análise não destrutiva, que permite detectar vários tipos de problemas como, por exemplo, infiltração em paredes, ausência de isolamento térmico em coberturas e fachadas, identificação de áreas de calor, presença de tubulações e etc.

• Monitoramento de fissuras

Por fim, para medir ou avaliar o progresso de fissuras, usa-se um instrumento denominado fissurômetro. Assim, ele permite verificar qual o grau de abertura de uma determinada fissura. Dessa forma, após a análise do resultado, é possível tomar as medidas necessárias para conter o problema.

Além dos até então citados, existe também o ensaio de Esclerometria, Ensaio de Carbonatação e muitos outros!

Mas lembre-se, os ensaios de engenharia devem ser sempre realizados por um Engenheiro Capacitado, a luz nas normas brasileiras e cadastrado no Conselho de Engenharia!

 

Para mais detalhes a respeito de ensaios destrutivos e não destrutivos, ensaio de pacometria, melhores métodos e tudo relacionado à construção civil, entre em contato com o Engenheiro Civil de Londrina Gustavo Zampa. Ele terá o maior prazer em esclarecer todas as suas dúvidas.

 

Engenheiro Civil de Londrina. Especialista em Estruturas e Patologias de Construção Civil, executa projetos estruturais e de fundação, bem como Laudos, Perícias e Pareceres, além de Execução de Obras. “Seu Deus, nada sou”

Participe! Deixe um comentário.

Assine nossa newsletter

Se cadastre e receba conteúdos relevantes por email.

× (43) 99191-6682